Pirates naufragam em nova temporada de “Last Chance U”

“Last Chance U” volta para uma segunda temporada com o ICC Pirates (Foto: Instagram/@lastchanceu)

“Vou morrer em um campo de futebol.
Se eu não jogar futebol, eu não sei o que vou fazer.”

As expectativas são altas em Independence. Depois de vencer a conferência em 2017, o ICC Pirates, equipe de futebol americano da Independence Community College, no Kansas, não espera nada menos do que brigar pelo título nacional em 2018. “Somos o time a ser batido”, afirma Jeff Carpenter, narrador dos jogos dos Pirates. Mal sabia ele o que estava por vir.

A NJCAA é a NCAA das “community colleges”. Fazem parte dela 525 instituições, divididas em 24 regiões dos EUA. Uma “communiy college” ou “junior college” é uma instituição de ensino superior de dois anos, de onde os estudantes geralmente saem para tentar ingressar em uma universidade para conseguir um bacharelado de quatro anos. Costuma ser mais barato, mas o ensino é mais básico.

Em seu terceiro ano com os Pirates, o técnico Jason Brown volta munido com todos os “fucking” e “motherfucker” que tem direito para a nova temporada de “Last Chance U“, disponível na Netflix desde o dia 19 de julho, a segunda em Kansas – as duas primeiras foram com o EMCC Lions, de Scooba.

LEIA MAIS SOBRE “LAST CHANCE U”:
– “Last Chance U” é um belo touchdown da Netflix
– “Last Chance U” mantém fórmula na 2ª temporada
“Last Chance U” recomeça do zero em Kansas

Com o alcance da Netflix e o sucesso do time em 2017, Brown agora lida com um novo elemento: a fama. Entre uma mensagem e outra no Twitter, onde ele tem mais de 63 mil seguidores, o treinador exibe, orgulhoso, uma caixa de charutos que ganhou e um livro enviado por Lane Kiffin, ex-técnico do Oakland Raiders. Obs.: se você enviar algo para ele no Twitter, é quase certeza que ele lerá.

Só que a fama tem dois lados. O investimento de US$ 600 mil em um novo campo de futebol, os cortes na faculdade por conta dos gastos com o time, o vocabulário digno de personagens de Samuel L. Jackson e as – spoiler (os resultados estão na web, então não é spoiler) – derrotas fazem de Brown o vilão perfeito, um papel que ele abraça de peito aberto e xingando algumas pessoas ao longo do caminho.

Um morador local afirma que ICC fez um “pacto com o diabo”, outro diz que o abuso e o bullying antes eram acompanhados de vitórias e questiona o que sobra sem as vitórias. A “vilania” de Brown se completa no 8° e último episódio de “Last Chance U”, que faz um rescaldo da temporada e aborda, entre outras coisas, sua polêmica saída dos Pirates.


Destaques da 4ª temporada de “Last Chance U” (Fotos: Instagram/@lastchanceu)

Velhos conhecidos em Independence

Astros da 3ª temporada, o quarterback Malik Henry e o linebacker Bobby Bruce estão de volta, mas nenhum dos dois dura muito. O primeiro é visto como alguém tóxico para o time (sem ofertas de universidades, ele pediu para voltar e Brown aceitou), enquanto o segundo acaba cortado após uma câmera flagrá-lo invadindo um dormitório alheio e saindo de lá com uma sacola.

Já o recebedor Markiese King e o linha defensiva Kailon Davis, que estavam no elenco em 2017, ganham mais destaque aqui, e é difícil não torcer por eles. King é o playmaker do ataque, mas acumula lesões e mal consegue se levantar em uma partida; já Davis é o “Big Mike” da vez, sempre com um sorriso no rosto e sempre com dificuldade nas aulas.

Outro que ganha nossa torcida é o coordenador de defesa, Jason Martin. O treinador vive no alojamento com a esposa e os três filhos, e luta para realizar o sonho de treinar na primeira divisão da NCAA. Com uma temporada recheada de derrotas, Martin é um de vários que acabam entrando em rota de colisão com Brown.


Professores perdem espaço

Se a terceira temporada deu indícios de que a professora LaTonya Pinkard iria ocupar o vaco deixado na série por Brittany Wagner, a quarta mostra que não será o caso. Ela aparece muito pouco, e seu papel como conselheira dos jogadores é compartilhado com dois docentes: Heather Mydosh e Jared Wheeler.

Mrs. Wagner faz muita falta em “Last Chance U”.


Para onde “Last Chance U” vai agora?

Jeff Sims, ex-técnico do Garden City Broncbusters (Foto: reprodução/Last Chance U)

Por ora, não há nenhuma informação oficial sobre uma possível 5ª temporada de “Last Chance U”. A escolha lógica seria o Garden City Broncbusters, cujo técnico, Jeff Sims, é apresentado na série como um contraponto a Brown; o episódio com a partida entre Garden City e Independence é o melhor e Sims afirma que eles têm mais a oferecer aos garotos do que um “show de TV e um par de chinelos Adidas”.

O problema é que Garden City teria recusado aparecer na atração anos atrás e Sims, que foi vice-campeão nacional após perder para EMCC, deixou os Broncbusters para comandar o Missouri Southern State Lions, da segunda divisão da NCAA.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s