Relembre a temporada dos 49ers

SEMANA 1 | 1-0
Olha só… Os 49ers têm defesa!
Tampa Bay Buccaneers 17 x 31 San Francisco 49ers

Em 2018 inteiro, os 49ers forçaram apenas sete turnovers. Em 2019, com apenas uma rodada disputada, já são quatro. Em uma tarde boa para a defesa e ruim para o ataque dos Buccaneers, San Francisco conseguiu três interceptações (duas delas retornadas para TD) e um fumble – o ponto negativo na defesa fica por conta da expulsão de Kwon Alexander. Mas nem tudo são flores na Bay Area… Tevin Coleman se machucou e deve perder uma semana, e Jimmy Garoppolo foi bem irregular, embora três TDs dos 49ers tenham sido anulados por faltas. Jimmy G. precisa jogar melhor.

SEMANA 2 | 2-0
Open bar de RBs nos 49ers
Cincinnati Bengals 17 x 41 San Francisco 49ers

Sem Jerick McKinnon e Tevin Coleman, seus corredores principais, os 49ers seguem muito bem servidos pelo chão. Foram 328 jardas totais conquistadas pelos RBs, 132 de Matt Breida e 151 de Raheem Mostert. Quase intocado no pocket (foram dois QB hits), Jimmy Garoppolo jogou melhor, apesar da interceptação horrível (tentou acionar um Richie James cercado por CINCO defensores), e a defesa continua bem, cedendo dez pontos (jogo estava decidido no último TD) e pressionando bastante Andy Dalton. San Francisco começa 2-0 pela primeira vez desde 2012.

SEMANA 3 | 3-0
49ers escapam com a vitória
San Francisco 49ers 24
x 20 Pittsburgh Steelers

Apesar do início 3-0, algo que não acontecia com os 49ers desde 1998, há trabalho a ser feito na Bay Area. Em meio aos “drops” que viraram interceptações e fumbles, San Francisco teve quatro turnovers no 1° tempo; a sorte para o time californiano é que o ataque de Mason Rudolph conseguiu meros seis pontos a partir dos turnovers e nunca se distanciou no placar. Na 2ª etapa, os Niners voltaram a soltar a bola em um erro de comunicação de Jimmy Garoppolo e Richie James no fim do 4° quarto, mas Pittsburgh retribuiu a gentileza, abrindo caminho para a vitória vermelho e dourada.

SEMANA 4 | 3-0
49ers descansaram

SEMANA 5 | 4-0
49ers jantam os Browns
San Francisco 49ers 31 x 3 Cleveland Browns

É hora de tirar o asterisco do lado do nome dos 49ers na tabela. Sob os holofotes do MNF, horário em que o clube soma 49 triunfos, San Francisco não deu trégua para os Browns. No ataque, vimos a força dos RBs (275 jardas e dois TDs em 40 corridas) e a criatividade de Kyle Shanahan ao usar cinco jogadores para carregar a bola. Na defesa, Nick Bosa comandou o show, com dois sacks, cinco QB hits, um fumble recuperado e um forçado. O destaque negativo dos Niners fica por conta do time de FG, que errou dois chutes e viu um terceiro ser bloqueado. O melhor atleta do Cleveland foi o punter.

SEMANA 6 | 5-0
Rams param na defesa dos 49ers
Los Angeles Rams 7 x 20 San Francisco 49ers

O melhor time da NFC (estatisticamente falando) veste vermelho e dourado. Jogando fora de casa, a defesa de Robert Saleh foi até Los Angeles e dominou o ataque do gênio Sean McVay, permitindo apenas os sete pontos da campanha inaugural dos Rams em 60 minutos. O último campeão da NFC parou em 165 jardas ofensivas (Jared Goff passou para 78), cedeu quatro sacks, sofreu dois fumbles e não converteu nenhuma tentativa de 4ª descida (0/4), nem na linha de 1 jarda. Foi uma atuação de gala dos defensores do San Francisco. Os 49ers estão 5-0 e são reais, amigo!

SEMANA 7 | 6-0
Não foi bonito, mas quem disse que deve ser?
Washington Redskins 0 x 9 San Francisco 49ers

Em um jogo prejudicado pela chuva (foram apenas 437 jardas ofensivas combinadas), os 49ers se recuperaram de um 1° tempo em que os Redskins foram o melhor time em campo, apesar do placar zerado, acertaram três FGs na 2ª etapa e agora estão 6-0 pela primeira vez desde 1990. O ataque não conseguiu entrar na end zone, mas tem méritos por deixar Robbie Gould em situações confortáveis para chutar FGs (22, 28 e 29 jardas – ele errou um de 45), enquanto a defesa somou mais três sacks para a conta e forçou o fumble de Adrian Peterson quando Washington dava sinais de reagir.

SEMANA 8 | 7-0
Kyle Allen conhece Nick Bosa
San Francisco 49ers 51 x 13 Carolina Panthers

Em um jogo prejudicado pela chuva (foram apenas 437 jardas ofensivas combinadas), os 49ers se recuperaram de um 1° tempo em que os Redskins foram o melhor time em campo, apesar do placar zerado, acertaram três FGs na 2ª etapa e agora estão 6-0 pela primeira vez desde 1990. O ataque não conseguiu entrar na end zone, mas tem méritos por deixar Robbie Gould em situações confortáveis para chutar FGs (22, 28 e 29 jardas – ele errou um de 45), enquanto a defesa somou mais três sacks para a conta e forçou o fumble de Adrian Peterson quando Washington dava sinais de reagir.

SEMANA 9 | 8-0
49ers ganham no braço de Jimmy G.
Arizona Cardinals 25 x 28 San Francisco 49ers

Em um San Francisco 7-0, muitos cobravam de Jimmy Garoppolo uma atuação de “QB de elite”. Não precisam cobrar mais. O camisa 10 brilhou neste TNF, principalmente nas terceiras descidas (11/13, 150 jardas e três TDs – o TD para Dante Pettis foi uma obra de arte) e impulsionou os 49ers rumo à 8ª vitória em uma noite na qual o jogo terrestre não emplacou e a defesa cedeu 14 pontos a mais do que sua média no ano. Emmanuel Sanders voltou a marcar um TD e ainda passou das 100 jardas recebidas. No Arizona, o RB Kenyan Drake teve uma senhora estreia (162 jardas totais e um TD).

SEMANA 10 | 8-1
Cai o último invicto da NFL
San Francisco 49ers 24 x 27 Seattle Seahawks

“O jogo mais louco em que eu já estive.” Assim definiu Russell Wilson depois do melhor jogo desta temporada. Fora de casa, diante do último invicto da NFL, em horário nobre e na prorrogação, o camisa 3 fez jogada atrás de jogada; a corrida de 18 jardas em uma 3ª para 3 foi vital para deixar Jason Myers em uma posição melhor para chutar o FG da vitória. Na defesa, Jadeveon Clowney pegou no pé de Jimmy Garoppolo a noite inteira e ajudou a parar o ataque terrestre dos 49ers – Jimmy G., aliás, sofreu sem Emmanuel Sanders, com drops e cometeu erros. SF manteve-se vivo graças aos defensores.

SEMANA 11 | 9-1
Vitória nervosa para os 49ers
San Francisco 49ers 36 x 26 Arizona Cardinals

Vindo de uma dolorida derrota no MNF, San Francisco dava indícios de uma ressaca ao não conseguir correr com a bola e ver Arizona abrir 16 x 0, mas Jimmy Garoppolo levou um Engov para a partida e, apesar de duas interceptações que foram sua culpa, botou o time nas costas. Foram 20 primeiras descidas via passe, e Jimmy G. anotou números recordes na carreira (34/45, 424 jardas e quatro TDs). A defesa brilhou no fim, parou Kyler Murray e forçou um fumble para garantir a vitória. O triunfo é importantíssimo para os 49ers porque a sequência pela frente é brutal: Packers, Ravens e Saints.

SEMANA 12 | 10-1
49ers e Packers não estão no mesmo nível
San Francisco 49ers 37 x 8 Green Bay Packers

Assim como os Ravens passaram o carro nos Texans, um possível rival nos playoffs, os 49ers fizeram o mesmo com os Packers. A defesa sufocou Aaron Rodgers do início ao fim, com a DL forçando cinco sacks e um fumble, e a linha secundária não dando opções para Rodgers, principalmente para passes em profundidade. Já o ataque dos Niners é outro com George Kittle (seis recepções, 129 jardas e um TD) e quando Deebo Samuel (duas recepções, 50 jardas e um TD) não “dropa” bolas. Líder da NFC, San Francisco tem dois desafios gigantescos agora: Ravens e Saints. Ambos fora de casa.

SEMANA 13 | 10-2
Não basta Lamar, Baltimore tem Tucker
Baltimore Ravens 20 x 17 San Francisco 49ers

Se este foi o Super Bowl antecipado, mal podemos esperar pelo reencontro de Ravens e 49ers em fevereiro. A chuva e o vento atrapalharam Lamar Jackson no passe, mas o QB foi bem-sucedido correndo com a bola contra a ótima defesa do San Francisco, apesar do fumble – seu primeiro em 2019 –, e anotou 101 jardas terrestres e um TD. No final, Lamar ainda comandou uma campanha de seis minutos que culminou no FG da vitória de Justin Tucker, o melhor kicker da NFL. Baltimore pode vencer quando nem todas as peças se encaixam e San Francisco pode jogar de igual para igual com qualquer um.

SEMANA 14 | 11-2
Show em Nova Orleans
New Orleans Saints 46 x 48 San Francisco 49ers

A promessa de jogão se concretizou e Saints e 49ers nos fizeram lembrar daquela épica semifinal da NFC em janeiro de 2012, repleto de reviravoltas nos minutos finais. Após bater na trave contra Seahawks e Ravens, San Francisco derrubou New Orleans fora de casa e ganha moral para fechar a temporada. Jimmy Garoppolo lançou para quatro TDs, Emmanuel Sanders anotou um TD de 75 jardas e deu o passe para um de 35, George Kittle conseguiu a 1ª descida que deixou SF em posição para chutar o FG da vitória e a defesa forçou dois turnovers que resultaram em 14 pontos. Que partida!

SEMANA 15 | 11-3
49ers garantem, no mínimo, o wild card
San Francisco 49ers 22 x 29 Atlanta Falcons

Os 49ers não tiveram resposta para Julio Jones (13 recepções, 134 jardas e dois TDs). Os Falcons não tiveram resposta para George Kittle (13 recepções e 134 jardas). O TE foi a única grande arma ofensiva em um dia no qual o ataque californiano não engrenou e contou com uma mão dos especialistas, que forçaram um fumble e deixaram o time na linha de 1 jarda, para apimentar a partida. San Francisco garantiu uma vaga nos playoffs com a derrota dos Rams e ainda pode avançar como número da NFC, mas agora não há margem para erro nos próximos jogos (Rams e Seahawks).

SEMANA 16 | 12-3
49ers vão ganhando musculatura
San Francisco 49ers 34 x 31 Los Angeles Rams

Em uma temporada de altos e baixos, os Rams se despedem oficialmente da briga pelos playoffs com uma apresentação digna. O play action com Jared Goff castigou os 49ers no 1° tempo (14/16, 153 jardas e um TD), a defesa colocou pressão na OL e em Jimmy Garoppolo, forçando passes ruins (duas interceptações) e sacando-o seis vezes, mas, no fim, na hora da onça beber água, o camisa 10 se redimiu. Fora a campanha para TD que jogou o placar para 31 x 28, Garoppolo converteu duas 3ª para 16 na campanha do FG da vitória. San Francisco se recupera da derrota e agora joga a vida contra Seattle.

SEMANA 17 | 13-3
Batalha pela NFC Oeste
Seattle Seahawks 21 x 26 San Francisco 49ers

A rota para o Super Bowl 54 passa por Santa Clara, e por uma questão de centímetros, literalmente. Jacob Hollister ficou muito perto de cruzar a bola pela linha da end zone e garantir a vitória, mas Dre Greenlaw salvou os Niners, donos da melhor campanha da NFC. Sobre o confronto, San Francisco começou com tudo, com destaque para Deebo Samuel (135 jardas totais e um TD), só que Russell Wilson e D.K. Metcalf lideraram a reação na 2ª etapa. Notícia da semana, Marshawn Lynch (34 jardas e 12 corridas) foi preterido por Travis Homer e anotou um TD da linha de uma jarda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s